São Francisco do Sul - mais notícias

São Francisco é destaque na Cidade Luz com estudo sobre a TPA

Data de inclusão: 10/10/2018 15:25

Comitiva francisquense, formada pelo prefeito Renato Gama Lobo, pelo secretário de Meio Ambiente, Gabriel Conorath, pela gerente de Turismo, Jamille Machado Douat, e pela diretora-presidente da Fundação Cultural Ilha de São Francisco, Andréia de Oliveira, participam esta semana da 8ª Conferência Internacional de Associação de Pesquisa de Ensino Superior em Turismo, sobre Turismo, Patrimônio e Políticas Públicas, que acontece de 9 a 12 de outubro na Universidade de Paris (Panthéon-Sorbonne), França.

 

Na manhã desta quarta-feira (10), a equipe realizou a apresentação do artigo científico selecionado para a conferência, intitulado “A implantação da Taxa de Preservação Ambiental como Política Pública visando o Desenvolvimento Sustentável do Turismo em São Francisco do Sul”. Após apresentação introdutória sobre São Francisco, feita pelo prefeito Renato, o artigo foi discorrido de acordo com as áreas de abordagem.

 

A primeira explanação, feita por Andréia de Oliveira, foi sobre os aspectos histórico-culturais e patrimoniais, de grande relevância para as características da cidade histórica. Na sequência, foram apresentados por Jamille Machado os estudos realizados de demanda turística e com o “trade”. Gabriel Conorath fechou a apresentação com a proposta de implantação da então Taxa de Preservação Ambiental (TPA), que foi a finalidade do artigo.  

 

Pela primeira vez São Francisco participa de evento que envolve a comunidade científica internacional de estudos sobre turismo. Além da apresentação do artigo sobre a TPA, material promocional do município, em dois idiomas (português e francês), foi distribuído aos participantes. “Estamos diante de oportunidade ímpar que discute a qualificação do turismo em nível internacional. São Francisco estar participando deste momento e ter a sua tese, no caso da TPA, debatida neste âmbito é sinal de que estamos no caminho certo. Estamos sendo vistos e reconhecidos pela comunidade internacional”, enfatiza o prefeito Renato Gama Lobo.

 

Vale ressaltar que as despesas da viagem, como passagens e a hospedagem, foram custeadas via patrocínio de empresas francisquenses, que entenderam a importância da projeção da cidade em um evento desta natureza, reduzindo, dessa forma, o uso de recurso público. Já as demais despesas, alimentação e transporte, foram divididas entre diárias do município e custeio próprio da equipe. O gastos do Chefe do Executivo foram pagas por ele mesmo.  

 

No momento, o projeto da TPA está disponível no site da prefeitura para consulta pública, com a proposta da minuta da lei, que será encaminhada ao Legislativo Municipal para apreciação dos edis.       

 

 

Imagens relacionadas

São Francisco é destaque na Cidade Luz com estudo sobre a TPA